Práticas de Autocuidado

Você já parou para pensar por que muitas pessoas dizem fazer meditação e atividades físicas e mesmo assim continuam se sentindo sobrecarregadas, cansadas e totalmente despreparadas para lidar com os inevitáveis desafios da vida?

A resposta é simples: nenhuma atividade de alívio de estresse do mundo te ajudará se você não estiver cuidando de si mesmo:

- A meditação não trará resultados se você não estiver dormindo adequadamente.

- Fazer exercícios de vez em quando também não aliviará muito o estresse, se você não tiver se alimentando corretamente.


Se você quiser que suas atividades de alívio do estresse sejam realmente eficazes, é necessário cuidar primeiro de suas necessidades básicas.


É importante avaliar como você está cuidando de si mesmo em vários aspectos da sua vida, para garantir que você está cuidando da sua mente, corpo e espírito.



AUTOCUIDADO FÍSICO


Casa, crianças, casamento, estudo, vida profissional… em meio a tantas atividades, você já sentiu ser impossível ter tempo parar para cuidar de si? Você tem vontade de se cuidar mais?

Se sua resposta foi sim, aproveite essa oportunidade e comece a se cuidar agora!

Para um melhor resultado, pegue papel e caneta para fazer suas anotações.


É hora de começar! Responda as as seguintes questões:

1. Como está a qualidade do seu sono? Geralmente você acorda bem disposto pela manhã?

2. E sua alimentação, é balanceada ou você, na maioria das vezes, come “junk food”? Você toma bastante água?

3.Você tem ido ao médico, ao dentista, feito check-ups? Caso necessite de medicamento, está tomando de acordo com a prescrição médica?

4. Exercícios físicos fazem parte de sua rotina?


Leia para as suas respostas e responda com sinceridade: - Você está cuidando bem do seu corpo?

- Se você manter seus hábitos atuais, como estará a sua saúde daqui a 5 anos? E daqui a 10 anos?

- O que você pode mudar na sua rotina a partir de hoje, para melhorar seu autocuidado físico?


Anote suas respostas e planeje suas mudanças, de forma que elas possam realmente ser incorporadas no seu dia a dia, de acordo com sua realidade.


Tenha em mente que autocuidado físico inclui como você está alimentando seu corpo, a qualidade do seu sono, quanta atividade física está fazendo, se seus check-ups e consultas médicas estão em dia, se você tem tomado os remédios prescritos pelos médicos … ou seja, o quanto você está cuidando de suas necessidades físicas.

Bora começar a mudança? Quais suas decisões a partir de hoje?



AUTOCUIDADO SOCIAL

“O homem é um animal social”. Essa frase provém de uma das teorias do filósofo grego Aristóteles (384 a.C – 322 a.C.), que defende que o ser humano é um indivíduo que necessita de interação social desde o início da sua vida.

Porém, sabemos que muitas vezes fica difícil arranjar tempo para os amigos e as pessoas acabam negligenciando seus relacionamentos quando a vida fica agitada.


Outro aspecto importante para o autocuidado é ter também um tempo dedicado a si próprio.


Descubra quais são suas necessidades sociais e se organize para criar uma vida social ideal.


Para avaliar seu autocuidado social, responda as seguintes questões:

- Você tem reservado um tempo para fazer o que você gosta?

- Tem tido tempo para encontrar seus amigos pessoalmente?

- O que você está fazendo para nutrir seus relacionamentos com amigos e familiares?


Olhando as respostas da perguntas acima, responda:

1. Como está o seu pilar social? Precisa melhorar algum aspecto? O que você pode começar a fazer hoje para melhorar esse pilar?



AUTOCUIDADO MENTAL


Você sabia que a maneira como você pensa e as coisas com as quais você está preenchendo sua mente tem forte influência sobre o seu bem-estar psicológico?


O autocuidado mental inclui fazer coisas que mantêm sua mente afiada, como quebra-cabeças, ou aprender sobre um assunto que o fascina.

Ler livros ou assistir a filmes que o inspiram alimenta sua mente.


O autocuidado mental também envolve fazer coisas que o ajudam a manter-se mentalmente saudável, como por exemplo, praticar auto-compaixão e aceitação, atos que ajudam a manter um diálogo interno mais saudável.


Aqui estão algumas perguntas a serem consideradas quando você pensa em seu autocuidado mental:

- Você está dedicando tempo suficiente para atividades que o estimulam mentalmente?

- Você tem sido gentil e compreensivo diante de suas falhas?

- O quanto você gosta de si, respeita seus sentimentos e escolhas?


Levando em consideração as suas respostas:

1. O que você pode fazer para melhorar seu autocuidado mental?

2. Como e quando começará a fazer isso?



AUTOCUIDADO ESPIRITUAL


Pesquisas apontam que um estilo de vida mais saudável incluem religião ou espiritualidade.

Nutrir seu espírito, no entanto, não precisa envolver religião. Pode envolver qualquer coisa que o ajude a desenvolver um sentido mais profundo de significado, entendimento ou conexão com o universo.


Quer você goste de meditação, participe de um culto religioso ou ore, o autocuidado espiritual é importante.


Ao considerar sua vida espiritual, pergunte-se:

- Que perguntas você faz a si mesmo sobre sua vida e experiência?

- Você tem realizados “práticas espirituais” que considera gratificantes?


Pensando nas suas respostas, veja se há algo que possa ser melhorado, pense como e quando iniciar esse cuidado com seu pilar espiritual.



AUTOCUIDADO EMOCIONAL


Como você lida com emoções desconfortáveis, como a raiva, a ansiedade e a tristeza? Você sabia que o autocuidado emocional pode incluir atividades que o ajudam a reconhecer e expressar seus sentimentos regularmente?

Quer você converse com um parceiro ou amigo próximo sobre como se sente, ou reserve um tempo para atividades de lazer que o ajudem a processar suas emoções, é importante incorporar o autocuidado emocional em sua vida.


Para avaliar suas estratégias de autocuidado emocional, considere estas perguntas com sinceridade:

1. Você tem maneiras saudáveis de processar suas emoções?

2. Você incorpora atividades em sua vida que o ajudam a se sentir recarregado?


Para finalizar, pense o que pode ser feito para que você consiga aprimorar seu pilar emocional. Como e quando você iniciará as mudanças necessárias para se tornar uma pessoa emocionalmente saudável.


Ao descobrir que você está negligenciando algum pilar da sua vida, crie um plano para mudança. Veja por onde prefere começar e "mãos a obra"!


Se preferir, agende um horário para se concentrar em suas necessidades, faça do autocuidado sua prioridade.


Lembre-se que, ao cuidar de si mesmo, você se torna capaz de realizar o que precisa com mais eficiência e eficácia.